Fechar
Publicidade

Diarinho

Publicado em domingo, 2 de abril de 2017 às 07:10 Histórico

Por que o guepardo corre tão rápido?

Os guepardos são ágeis porque têm a coluna vertebral (parte do esqueleto responsável pelo nosso equilíbrio e postura) bem flexível. O movimento de correr é similar ao conhecido galope do cavalo, onde as patas traseiras se movem simultaneamente sendo levadas à frente e causando curvatura na coluna. Logo em seguida, as patas dianteiras são jogadas de trás para frente, havendo alongamento da coluna. Isso possibilita maior distanciamento entre os dois grupos de patas, aumentando o comprimento de cada passada e lhe dando muita velocidade.

Eles podem atingir a marca de 110 km/h (quilômetros por hora), estando entre os mamíferos mais rápidos do mundo. Para se ter ideia, o velocista jamaicano Usain Bolt, considerado o homem mais rápido do planeta na atualidade e que coleciona oito medalhas de ouro olímpicas na carreira, consegue correr cerca de 44 km/h em seu máximo.

Outros exemplos de mamíferos ágeis são o morcego de cauda-livre brasileiro (160 km/h), a antilocapra (88,5 km/h), a cabra-de-leque (88 km/h) e o gnu (80,5 km/h).

CURIOSIDADES

Os guepardos vivem em várias regiões dos continentes africano e asiático, como savanas, desertos e florestas, mas não estão presentes no continente americano. Suas principais características são a pelagem de cor amarelada e pintas pretas, duas listas faciais escuras que saem do canto interno do olho e chegam às laterais da boca e a cabeça pequena em relação ao corpo e pernas longas. 

Geralmente vivem por cerca de 12 anos. As fêmeas da espécie demoram apenas três meses para gerar entre três e cinco filhotes, em média.

Os guepardos são exclusivamente carnívoros (se alimentam de animais como gazelas, gnus e impalas) e mantêm hábitos diurnos, o que reduz a competição por alimentos com outros predadores de maior porte, casos de hienas e leões. Sua tática de caça consiste em avistar a presa e manter o contato visual enquanto a segue cautelosamente, mantendo o silêncio e sem que ela perceba. Ao atingir cerca de 100 metros, inicia a perseguição com rápido aumento na velocidade. 

Maria Eduarda Cunha, 11 anos, de São Bernardo, adora os animais, sonha em ser veterinária quando crescer e lê muito sobre o tema. “Aprendi estudando que o guepardo é ágil, mas não sei o motivo”, comenta.

Consultoria de Marina Schweizer, bióloga aprimoranda do Setor de Mamíferos da Fundação Parque Zoológico de São Paulo. 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC