Fechar
Publicidade

Economia

Publicado em sexta-feira, 17 de março de 2017 às 07:26 Histórico

Grande ABC demite pelo 27º mês

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pelo 27° mês consecutivo o saldo de empregos (contratações menos demissões) no Grande ABC ficou negativo. Em fevereiro, 728 trabalhadores com carteira assinada foram demitidos. Embora seja uma marca ruim, quando se compara a janeiro (-2.119) e a fevereiro do ano passado (-3.036), o ritmo de cortes desacelerou – em grande parte porque muita gente já foi dispensada na região; ao longo do ano passado, 31.608 profissionais foram desligados de seus respectivos postos.

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, foram levantados pela equipe do Diário.

A maior parte das demissões da região foi efetuada pela indústria, que eliminou 856 vagas no mês passado, após ensaiar retomada em janeiro, com a criação de 421 oportunidades. Devido à concentração de empresas do setor, mais afetadas pela crise, a região demora mais para se recuperar. Em todo o País, devido à economia mais pulverizada, em fevereiro houve a interrupção de série de 22 quedas seguidas na geração de emprego, e o saldo ficou positivo em 35.612 postos formais.

Outro setor que apresentou mau desempenho no Grande ABC no mês passado foi a construção civil, ao manter patamar registrado em janeiro. O ramo atingiu saldo negativo de 104 empregos, enquanto que nos primeiros 31 dias do ano foram fechadas 125 vagas.

Ao analisar as sete cidades, a que apresentou a maior dispensa de funcionários com carteira assinada foi São Caetano, com 551 cortes, o que correspondeu a 75% dos demitidos na região.

Na avaliação do coordenador do curso de Administração do Instituto Mauá de Tecnologia, Ricardo Balistieiro, a princípio não há nada que justifique o expressivo saldo negativo no município. “Neste momento, não há como explicar isso, acredito que deva ter havido o fechamento de alguma fábrica ou mudança de endereço.”

O PDV (Programa de Demissão Voluntária) aberto pela General Motors conseguiu a adesão de 47 operários apenas.

Outras quatro cidades eliminaram postos de trabalho em fevereiro: São Bernardo (-163), Diadema (-123), Ribeirão Pires (101) e Rio Grande da Serra (-9). Somente Mauá e Santo André apresentaram saldo positivo, 112 e 107 postos, respectivamente.

Influenciou no resultado o desempenho de serviços (146) e comércio (86), que voltaram a contratar. Na opinião de Balistiero, esse saldo pode estar relacionado à contratação de temporários para a Páscoa, iniciada no mês passado, e também pela reposição dos postos perdidos em janeiro. “Faz sentido, essas datas costumam movimentar o mercado. É capaz que o saldo nesses setores aumente mais neste mês pelo fato de estar próximo à data comemorativa (celebrada em 16 de abril).” O especialista acredita que o desemprego se estabilizará neste ano, porém, o caminho da retomada ainda é longo. “Só em 2018 vamos presenciar nova onde de geração de empregos.”


 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC