Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

‘Maníaco dos gatos’ assusta moradores na Vila Palmares

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Matheus Angioleto
Especial para o Diário

15/03/2017 | 07:00


 Carta anônima deixada há duas semanas em salão de beleza tem causado apreensão a moradores do entorno da Rua Tomás Fontes, na Vila Palmares, em Santo André. O remetente do bilhete se diz novato no bairro e faz ameaças a donos de gatos. Ele afirma ter matado com chumbinho quatro felinos na região por se sentir incomodado com os bichos e não conseguir dormir. Desde que a carta veio à tona, dois gatos apareceram mortos.

“Se tiver mais gatos vindo me atormentar, tome cuidado, eu vou matando, não sei de quem era, só sei que eram daqui de perto. Tem mais outros andando por aqui, se não quer perdê-los tome cuidado ou avise para suas vizinhas”, diz trecho da carta. O remetente ainda reclama que o canário que tinha em casa foi devorado.

O receio dos moradores é em relação ao chumbinho, um produto clandestino, irregularmente utilizado como raticida. Eles temem que o veneno prejudique a saúde de crianças que brincam na rua e de animais de estimação que circulam no local.

Dona do salão de beleza em que a carta foi deixada, a cabeleireira Nilza Aparecida Luiz, 58, lembra que no bilhete a pessoa afirmava que continuaria a espalhar o chumbinho. “Quem não tem gato tem cachorro. Há bastante criança por toda a rua. Recebi a carta e saí comentando com todos”, conta. Nilza diz ter recebido a notícia de que mais um gato foi morto nos últimos dias. “Estou preocupada, não deixo meu cachorro nem no portão mais”, lamenta ela, que afirma inspecionar o quintal constantemente para evitar problemas.

Dono de dois cachorros, o produtor de eventos Ariosvaldo Tonon, 52, relata que passou por complicações nos últimos tempos. “Meus cães passaram mal e ficaram quatro dias sem comer e sem conseguir se levantar. Tivemos de ir atrás de remédios. De repente, isso foi causado por esse veneno”, desabafa. “Acho que a pessoa tem de achar outra forma, não chegar e matar os bichinhos. Eles não têm como se defender e não têm culpa.”

A Prefeitura de Santo André informou, em nota, que caso haja demanda “realiza serviços nos bairros por meio da gerência de controle de zoonoses e que tanto o uso do chumbinho como o envenenamento dos animais são crimes e devem ser denunciados para a polícia”.

Até o fechamento desta edição, a PM (Polícia Militar) não havia se posicionado a respeito do caso.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.