Fechar
Publicidade

Memória

Publicado em domingo, 26 de fevereiro de 2017 às 07:00 Histórico

Olha lá, um Carnaval que vem desde 1901...

 “Sem banana, macaco se arranja, mas viver sem amor não é canja. ‘Seo’ Bonifácio anda triste, não sei como resiste, pois desde mil novecentos e um pede um beijo e não ganha nenhum.”

Versos publicados no Carnaval de 1939 pelo jornal

O Imparcial, que marcou época na região.

 

E lá vai o repórter-fotográfico, do Diário, documentando o Carnaval dos salões do Grande ABC no ano de 1987, em parceria com a colunista Claudete Reinhart.

E por que ‘repórter-fotográfico’? Porque Wilson Magão fotografava e anotava os nomes dos fotografados. Reportagem completa, depois estampada na coluna Encontro, com os comentários e informações sempre precisos da Claudete – recuperados 30 anos depois pelo Banco de Dados do Diário. Fala, Claudete.

 

ARAMAÇAN

A Folia no Vermelhinho é uma tradição que dura há anos. Por isso mesmo seus dois salões estiveram repletos o tempo todo. Na somatória, 4.500 pessoas, com predominância da ala jovem.

Animação: no salão nobre, Clovis Elly e orquestra; no salão externo, a fita de Alcyr Black Power.

Decoração: Henrique Leandro desenvolve o tema Carnaval Todo Azul, com enormes móbiles de borboletas e flores.

 

ASSOCIAÇÃO

No clube do funcionalismo de São Bernardo há uma tradição única na região: cada camarote abriga um bloco e cada bloco se esmera para ser o melhor, o mais animado, o mais original em matéria de traje.

Decoração: Yo Kido e o tema Trinta Anos de Folia, 1957-1987</CF>, em homenagem aos blocos tradicionais do clube, Juca Pato, Oásias e Dragão de ouro. O visual repleto de bexigas, bolas de isopor e taças, enormes taças com dançarinas no seu interior. Entre os novos blocos, Alambik e Se Liga.

 

Juizado de paz de São Caetano: 100 anos

 

Em 26 de fevereiro de 1917 nascia em São Caetano Luiz Correa, oitavo registro de nascimento no novo cartório.

Luiz era filho de Alfredo Joaquim Correa, empregado, e de Julia Bertolina Leite, ambos brasileiros.

Avós paternos: Joaquim Correa e Justina Correa.

Avós maternos: Alexandre Bertolino Leite e Guilhermina Bertolino Leite.

Notas – Luiz Correa casou-se com Maria Benedita de Arruda Campos. </CW>Faleceu em 28 de junho de 1947 no Subdistrito da Saúde, em São Paulo (SP).

 

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 26 de fevereiro de 1987 – ano 29, edição 6377

Manchete – Governo intervém em bancos estaduais

Informática (Ivone Santana) – Vendas de micros caem em até 50%.

Polícia – Motorista mata ladrão por vingança em Diadema.

 

Em 26 de fevereiro de...
1917 – A guerra. Do noticiário do Estadão: reunião dos representantes de todos os países da América para tratar de assuntos referentes à guerra.

1957 – Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira assina o decreto número 41.018 que instituí o Plano Nacional da Indústria Automobilística: em pauta, os automóveis de passeios.

Fonte: Boletim Ciesp/Fiesp número 389, de 18/3/1957.

1972 – Apae de Santo André inaugura as dependências da sua sede própria, em prédio cedido pela Prefeitura e situado na esquina das ruas dos Silveiras e Joana Hannes, Vila Alpina.

 

Hoje
Dia do Comediante.

“Que eu seja um comediante, mas um comediante que pensa.”

Frase atribuída a Charles Chaplin.

 

Santos do Dia

Deodoro

Nestor

Porfírio. Nasceu na Grécia, em 353, e faleceu na Palestina, em 420. Foi bispo em Gaza.

Santo Alexandre do Egito

 

Município Brasileiro

Hoje é o aniversário de Canudos, na Bahia. Trata-se da terceira cidade de Canudos, a atual.

A primeira foi uma pequena aldeia do século 18, a 12 quilômetros da atual. Ali se deu a Guerra dos Canudos (1896-1897).

O segundo povoado de Canudos surge no mesmo espaço, no início do século 20, e desaparece inundado numa obra de barragem e açude realizada na segunda metade do século passado.

A terceira e atual cidade de Canudos nasce na fazenda Cocorobó, elevada a município em 1985, recebendo o atual nome em homenagem aos Canudos anteriores.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC