Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Como não mesclar contas pessoal e empresarial?


José Cardoso

12/01/2017 | 07:04


Aproveite este início de ano para organizar as finanças da sua empresa. Esta é uma dica importante para quem quer empreender com sucesso em 2017. Misturar suas contas pessoais com as da empresa pode ser um erro fatal para qualquer negócio.

Uma gestão equilibrada é fundamental para que você possa saber, com facilidade, qual é o lucro real da sua empresa, quais são os verdadeiros resultados dos seus investimentos e, assim, poder fazer projeções assertivas para o futuro. Isso sem falar que esta bagunça pode diminuir o interesse de possíveis investidores. Sabemos que, no caso das micro e pequenas empresas, muitas vezes fica difícil manter uma organização adequada. No entanto, nada é impossível se você tiver perseverança e disciplina.

Minha primeira sugestão é: faça um diagnóstico financeiro. Você sabe qual é o seu lucro real e quanto você gasta por mês? Sugiro que elabore duas tabelas, uma com os gastos da empresa e outra com seus gastos pessoais. Aí devem entrar todas as despesas, não deixe nada de fora.

E aí? Dá para o empreendedor ter um salário? Não confunda o lucro da empresa com seu pró-labore, que deve ser justo e equiparado com as condições financeiras do empreendimento. Você não pode estabelecer um salário que comprometa as demais obrigações da sua companhia. Encontre um parâmetro de salário para sua função no mercado, isso pode ajudá-lo a identificar um valor coerente.

No banco, tenha uma conta para a empresa e outra pessoal, este ponto é essencial. Muitos empresários cometem o erro de pagar contas pessoais com o cheque ou cartão da empresa. Esse geralmente é o primeiro passo para desorganizar as finanças. Outra vantagem de ter contas separadas é para efeitos fiscais. Com as contas separadas será sempre mais fácil comprovar o faturamento, o que torna mais simples fazer a declaração de Imposto de Renda.

Organizando a casa, é fundamental que o lucro seja reinvestido. É importante, por exemplo, que o ambiente de trabalho esteja limpo e bem cuidado, e com uma estrutura básica de funcionamento, mas nem sempre é necessário investir em luxo. Verifique o que é realmente importante, essencial e foque em investimentos que realmente gerem retorno.

Por isso, para finalizar, sugiro que você estabeleça reservas mensais que possam facilitar seu planejamento. Elas devem ser feitas tanto para a empresa – com um mercado tão incerto, nunca se sabe quando será necessário para cobrir determinada situação ou mesmo para investir –, como para contas pessoais – pode-se ter um imprevisto com saúde, por exemplo, ou planejar férias com a família.

Portanto, organize-se! Esta é sempre uma ferramenta importante para seu sucesso! Avante!
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.