Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Consórcio cobra apoio estadual para obras na Av.dos Estados

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para prefeitos de Santo André, São Caetano e
Mauá, solução de problemas depende de parceria


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

10/01/2017 | 07:00


Prefeitos das três cidades cortadas pela Avenida dos Estados – Santo André, São Caetano e Mauá –, destacaram, ontem, na primeira reunião do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC do ano, que pretendem solicitar apoio do governo estadual, gerenciado por Geraldo Alckmin (PSDB), para solucionar os já velhos problemas da via. A ideia é que o Estado possibilite ajudas financeira e técnica para tirar do papel projetos capazes de resolver questões como buracos, remendos malfeitos e congestionamentos diários, denunciados ontem pelo Diário.

A expectativa dos prefeitos é que a discussão seja possível já no próximo mês, durante reunião mensal dos sete prefeitos que contará com a presença de representante do governo estadual. A partir deste ano, o Estado passa a ter cadeira fixa na entidade. “Nosso desejo é que o tema seja pauta da primeira reunião do Consórcio com o Estado presente”, afirma o prefeito andreense Paulo Serra (PSDB).

A ideia dos gestores é que o governo estadual contribua com parte do investimento necessário para a recuperação estrutural da via, que acumula remendos malfeitos e ondulações em excesso. “O Estado precisa dar para nós, de Santo André, São Caetano e Mauá, que no caso são as cidades mais afetadas, um braço e um caminho para que a gente possa trabalhar junto. Acredito que a Avenida dos Estados pode ser símbolo da presença do governo estadual na região”, avalia Paulo Serra.

Segundo o chefe do Executivo andreense, a parceria é necessária em virtude da limitação orçamentária encontrada pelos prefeitos da região, o que na prática dificultada a realização de investimento em obras estruturais na via. “Claro que as prefeituras também precisam fazer a parte delas, mas não podemos ter a ilusão de que os municípios conseguirão resolver esses problemas isoladamente.”

Para o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), uma das razões para o apoio do Estado em projetos de melhorias no sistema viário seria justamente a importância da via para municípios de toda a Grande São Paulo. “A Avenida dos Estados é de interesse metropolitano, portanto, a presença do governo estadual é fundamental. É um rio de divisas, portanto, serve diariamente como rota para motoristas da Capital, São Caetano, Santo André e Mauá”, avalia.

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), segue a mesma linha de pensamento e também associa a aproximação do órgão regional com o Estado como porta para investimentos. “Enxergo a aproximação do governo estadual com o Consórcio como grande oportunidade de melhorarmos a gestão da Avenida dos Estados.”

A ajuda para a manutenção da via vem sendo solicitada pelo Consórcio ao Estado desde 2014, por meio das peças orçamentárias encaminhadas. As proposições contam com pedidos para obras de contenção, recapeamento e sinalização da via. No entanto, conforme o órgão regional, nenhuma resposta por parte do Estado foi dada.

Embora não tenha se posicionado sobre o recebimento das proposições, o governo do Estado, por meio de nota encaminhada pelo subsecretário de relações com os municípios da Casa Civil, Mário Sérgio Matsumoto, antecipou que “está à disposição das prefeituras para receber projetos de recuperação da via e analisará, considerando o quadro econômico recessivo”.

O governo estadual ressaltou ainda que “já realiza a manutenção da canalização do Rio Tamanduateí com a execução de obras de contenção do rio em diversos trechos da avenida” e ponderou que “a manutenção de vias urbanas é de responsabilidade dos municípios”.

 

PROJETO

Além da manutenção do asfalto da Avenida dos Estados, prefeitos avaliam a necessidade de mapear o fluxo de veículos da via, que atualmente é de 130 mil por dia. Segundo os chefes dos Executivos, o crescimento urbano no entorno da avenida fez com que a ligação ganhasse cruzamentos, o que tem ocasionado congestionamentos diários.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados