Fechar
Publicidade

Cultura & Lazer

Publicado em quarta-feira, 19 de outubro de 2016 às 19:01 Histórico

Concierge do prédio de Kim Kardashian em Paris conta detalhes do roubo à imprensa

Kim Kardashian ainda está se recuperando do assalto que sofreu em Paris, dia 2 de outubro.

E agora mais informações sobre o assalto chegaram à mídia. O concierge do prédio de Kim, identificado como Abdulrahman, revelou, em entrevista para o Daily Mail, alguns supostos detalhes da noite traumática. Eu subi no apartamento com os ladrões. Eu estava amarrado nos primeiros minutos, com algemas. Eu estava no quarto de Kim. Um estava a atacando, o segundo estava comigo. Eu vi Kim ser puxada para fora da cama. Antes de abrirmos a porta, ela ouviu um barulho e começou a dizer “Olá? Olá?” Acho que ela pensou que fosse a irmã dela. A entonação na voz dela mudou quando ninguém respondeu. Senti que ela estava preocupada.


Segundo Abdulrahman, Kim estava chorando e gritando, implorando por sua vida, e dizia: Não me mate! Eu tenho bebês, não me mate, por favor, eu tenho bebês. Sou uma mãe. Levem o que quiserem.

Então, Abdul também teria começado a suplicar aos bandidos: Eu disse a eles: Peço a vocês, não a machuquem. Mas os ladrões teriam logo respondido: Não se preocupem, estamos aqui pelo dinheiro. Fique calmo e tudo vai ficar bem. Não se mexam e nem façam barulho. Mas, supostamente, Kim estava muito nervosa, e, de acordo com ele, não conseguiu se manter em silêncio. Um deles ficava mandando ela calar a boca, e pedi para ela ficar calma. Disse, sabe, é melhor ficar em silêncio. Ela se sentou na cama e perguntou: "Nós vamos morrer?" e respondi "Não sei, como eu vou saber?". E foi aí que ela começou a gritar de novo, por isso colocaram fita na boca dela.

Abdul terminou dizendo que eles só foram embora quando viram que o guarda-costas de Kim, Pascal Duvier, estava ligando pra ela. Vi o nome dele na tela e disse: Sabem quem está ligando? O guarda-costas dela. Se ela não atender, ele vai vir aqui com a polícia. Então, ainda de acordo com Abdulrahman, eles correram. Minutos depois, Pascal chegou, e ajudou a libertar Kim. Que sufoco, hein!



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC