Fechar
Publicidade
Publicado em terça-feira, 3 de março de 2009 às 08:15 Histórico

SP Alimentação tem contrato em Diadema

Alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual) que apura suposto esquema de formação de cartel e fraude em licitações com pagamento de propina na Capital e em 12 cidades do Estado (incluindo Mauá), a SP Alimentação e Serviços mantém contrato com a Prefeitura de Diadema para fornecimento de merenda. A rede municipal é formada por 34 escolas que atendem 22 mil alunos.

Embora empresa e Prefeitura confirmem o contrato - assinado em 2003, durante gestão do ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) -, os valores informados são divergentes.

Segundo a SP Alimentação, o valor anual é de R$ 3,7 milhões. Já a administração informou ser de R$ 5.252.177,76 por ano. Uma diferença de R$ 1,5 milhão. Estão inclusos mão de obra, alimentos, limpeza, manutenção de equipamentos e transporte.

O processo de licitação foi realizado em 2002, por meio de concorrência pública, segundo a empresa. A Prefeitura informou que, em 2008, "iniciou-se a elaboração de novo edital, o que não se consolidou até o vencimento do antigo contrato". Dessa forma, a administração "prorrogou o acordo, porque a situação implicaria em interrupção do serviço público".

A SP Alimentação, fundada há 11 anos e com cerca de 5.000 funcionários, tem sede na Capital e está espalhada por todo o País, inclusive em Diadema, onde possui unidade no bairro Serraria. Ali, segundo a empresa, trabalham 151 funcionários. A reportagem do Diário esteve ontem no local.

Cartel - Desde meados de 2008, o promotor Sílvio Antonio Marques, que já atuou na Comarca de Diadema e hoje integra a Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de São Paulo, instaurou inquérito civil para apurar a possível formação de cartel por dez empresas que exploram a terceirização da merenda escolar na Capital. De acordo com Marques, as investigações apontam superfaturamento e pagamento de propinas na realização dos contratos. Das dez empresas investigadas, seis fornecem diariamente R$ 1,2 milhão de refeições para a rede pública de ensino da Prefeitura de São Paulo, entre elas, a SP Alimentação. O custo é de R$ 200 milhões por ano.



Veja Também

Tags

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC



Revista Playboy Revista Sexy Palmeiras Corinthians São Paulo Santos Portal Santo André Portal São Bernardo Portal São Caetano Portal Diadema Portal Ribeirão Pires Portal Mauá Portal Rio Grande da Serra Portal Grande ABC Ronan Maria Pinto Notícias Regionais Política Regional Vídeos de Santo André no ABC Paulista Vídeos de São Bernardo no ABC Paulista Vídeos de São Caetano no ABC Paulista Vídeos de Diadema no ABC Paulista Vídeos de Mauá no ABC Paulista Vídeos de Rio Grande da Serra no ABC Paulista Vídeos de Ribeirão Pires no ABC Paulista Notícias do dia 31 do 10 de 1999 Notícias do dia 31 do 10 de 2000 Notícias do dia 31 do 10 de 2001 Notícias do dia 31 do 10 de 2002 Notícias do dia 31 do 10 de 2003 Notícias do dia 31 do 10 de 2004 Notícias do dia 31 do 10 de 2005 Notícias do dia 31 do 10 de 2006 Notícias do dia 31 do 10 de 2007 Notícias do dia 31 do 10 de 2008 Notícias do dia 31 do 10 de 2009 Notícias do dia 31 do 10 de 2010 Notícias do dia 31 do 10 de 2011 Notícias do dia 31 do 10 de 2012 Notícias do dia 31 do 10 de 2013 Notícias do dia 31 do 10 de 2014 Trânsito Santo André Trânsito São Bernardo Trânsito São Caetano Trânsito Mauá Trânsito Diadema Trânsito Ribeirão Pires Trânsito Rio Grande da Serra Tags das notícias