Fechar
Publicidade

Nacional

Publicado em sexta-feira, 21 de maio de 2004 às 17:45 Histórico

Polícia fecha clínica de aborto na Zona Sul de SP

A polícia descobriu uma clínica de aborto, no início da noite de quinta-feira, no bairro Paraíso, Zona Sul de São Paulo. Uma denúncia anônima levou ao local, que funcionava com o nome de Núcleo Integrado em Medicina e Estética.

Duas pessoas foram presas em flagrante e serão levadas para o 13º DP (Distrito Policial), na Zona Norte da capital paulista: o médico Valdir Gubeissi Pinto, 61 anos, e o anestesista Ubiraji Leal, 47. Uma estudante de 18 anos, que tinha acabado de fazer um aborto e pago R$ 800, também foi indiciada, mas pagou fiança de R$ 280 e vai responder ao processo em liberdade. Um casal aguardava para ser atendido prestará depoimentos como testemunhas.

Os abortos eram realizados sempre após o horário comercial. A polícia acompanhou o movimento na casa por quatro dias. A clínica funcionava há cerca de dois meses e cobrava de R$ 800 a R$ 3,2 mil pelo serviço. Foi a terceira vez que o médico foi parar na polícia por prática de aborto.

Valdir Gubeissi Pinto já havia sido indiciado por praticar o mesmo crime há 16 anos atrás, mas o caso foi arquivado.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC