Publicado em sexta-feira, 21 de maio de 2004 às 17:45

Polícia fecha clínica de aborto na Zona Sul de SP

A polícia descobriu uma clínica de aborto, no início da noite de quinta-feira, no bairro Paraíso, Zona Sul de São Paulo. Uma denúncia anônima levou ao local, que funcionava com o nome de Núcleo Integrado em Medicina e Estética.

Duas pessoas foram presas em flagrante e serão levadas para o 13º DP (Distrito Policial), na Zona Norte da capital paulista: o médico Valdir Gubeissi Pinto, 61 anos, e o anestesista Ubiraji Leal, 47. Uma estudante de 18 anos, que tinha acabado de fazer um aborto e pago R$ 800, também foi indiciada, mas pagou fiança de R$ 280 e vai responder ao processo em liberdade. Um casal aguardava para ser atendido prestará depoimentos como testemunhas.

Os abortos eram realizados sempre após o horário comercial. A polícia acompanhou o movimento na casa por quatro dias. A clínica funcionava há cerca de dois meses e cobrava de R$ 800 a R$ 3,2 mil pelo serviço. Foi a terceira vez que o médico foi parar na polícia por prática de aborto.

Valdir Gubeissi Pinto já havia sido indiciado por praticar o mesmo crime há 16 anos atrás, mas o caso foi arquivado.



Veja Também

Tags

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Revista Playboy Revista Sexy Palmeiras Corinthians São Paulo Santos Santo André São Bernardo São Caetano Diadema Ribeirão Pires Mauá Rio Grande da Serra Grande ABC Ronan Maria Pinto

Action 'Detalhe :: Index', Execute: 0,026s, Render: 0,101s.