Fechar
Publicidade
Publicado em quinta-feira, 22 de abril de 2010 às 07:05 Histórico

Placas do Trecho Sul do Rodoanel esquecem cidades do Grande ABC

Os nomes das cidades de Santo André, São Caetano e Diadema não aparecem em nenhuma placa do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas. Motoristas que pegarem a estrada com destino a algum desses municípios podem se confundir no trajeto, já que a sinalização vertical só aponta os caminhos para São Paulo, São Bernardo e Mauá.

"Se uma pessoa sai do Interior com destino a Santo André e não sabe que dá para ir à cidade passando por Mauá, por exemplo, ela não vai chegar a seu destino", opina a especialista em trânsito e colunista do Diário Cristina Baddini. "Deveria ter placas com o nome de todas as cidades do Grande ABC e a distância que falta para chegar a elas", afirma.

Quem entra no Rodoanel vindo do Trecho Oeste ou da Rodovia Régis Bittencourt sentido Via Anchieta percorre pelo menos 10 quilômetros para encontrar placa com o nome de alguma cidade da região. A primeira sinalização indica, no km 70, que o motorista que for pegar a entrada para Rodovia dos Imigrantes, Litoral e São Paulo deve seguir adiante.

Uma placa que mostra o caminho para São Bernardo e Mauá aparece cinco quilômetros para frente. Outra placa aponta que a Avenida Papa João XXIII está a 18 quilômetros dali, sem informar que esta via fica em Mauá. O acesso para a Imigrantes, que pode servir aos motoristas que vão para Diadema, só tem os nomes de São Bernardo e São Paulo na placa.

Os dois municípios são os únicos lembrados na saída da Via Anchieta, que pode levar os carros a Santo André e São Caetano. Alguns motoristas já se sentem confusos com a sinalização. "Falta placa. A pista é boa, mas poderia ser mais sinalizada", diz o motorista André Jean Bernardino, 35 anos, que usou a rodovia pela primeira vez anteontem para ir a Santos.

A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário SA) não foi localizada ontem, durante o feriado, para comentar o assunto. Anteriormente, a empresa havia informado que "a rodovia está sinalizada em toda sua extensão, inclusive com as placas de regulamentação de limite da velocidade e advertência para condições de chuva ou neblina. Por se tratar de uma via nova e no sentido de auxiliar o usuário, a Dersa está colocando sinalização de reforço em locais que forem considerados necessários."


Anel viário teve 36 acidentes em 20 dias
O Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas foi palco de 36 acidentes de trânsito entre 1° e 20 de abril, segundo a Polícia Militar Rodoviária. O último deles, o tombamento de uma carreta no km 59,5 da pista sentido Régis Bittencourt da estrada, provocou 12 quilômetros de congestionamento anteontem. Dois motoristas ficaram feridos.

A carreta, que levava material plástico, virou após bater na traseira de uma caminhão carregado com produtos químicos. Uma faixa da pista ficou bloqueada das 6h às 16h, até que a estrada fosse completamente limpa, e os veículos acidentados fossem retirados do local.

No dia 14, o atropelamento de um cachorro fez o carro do estudante Leandro Belarmino Pereira, 23 anos, capotar na altura do km 38 na pista sentido Régis Bittencourt, em São Bernardo. O jovem ficou seis dias internado no hospital, mas não teve fraturas graves.

A instalação de radares medidores de velocidade poderia reduzir o número de acidentes no anel viário, segundo especialistas. "Em outras rodovias do Estado, que já foram privatizadas, os radares reduziram em até 80% o número de acidentes fatais", afirma o professor de engenharia civil da FEI (Fundação Educacional Inaciana) Creso de Franco Peixoto. "O número de acidentes (no Rodoanel) está dentro do normal", conclui.


Pontos em obras complicam trânsito, diz especialista

Além da falta de placas com nomes das cidades do Grande ABC, a especialista em trânsito Cristina Baddini aponta os trechos em obras do no Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas como possíveis gargalos de trânsito.

"Quem está em Santo André e quer pegar o Rodoanel, é melhor ir pela Anchieta. Aquela parte de Mauá, a Avenida Papa João XXIII, ainda está com vários pontos de obra", afirma Cristina. Por conta das obras, ela já perdeu tempo na estrada.

"Costumo fazer o caminho de Santo André para Sorocaba em três horas indo por São Paulo. Na segunda-feira, por causa do congestionamento causado pelas obras, demorei quatro horas e meia indo pelo Rodoanel."

O professor de Engenharia Civil Creso de Franco Peixoto acredita que é normal que os ajustes ainda sejam feitos. "Por um lado a inauguração do Rodoanel melhorou o sofrimento do trânsito na Capital, principalmente na Avenida dos Bandeirantes e na Marginal. Mas é normal que sejam feitos anúncios", explica.

 


Trecho Norte terá R$ 2 bilhões do BID

O governo de São Paulo recebeu, nesta semana, a confirmação do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para o financiamento de R$ 2 bilhões, que serão investidos na construção do Trecho Norte do Rodoanel.

Além dos R$ 2 bilhões do BID, a obra exigirá outros R$ 3,2 bilhões de investimentos, que ainda não estão reservados. A previsão é que a construção seja iniciada em 2011 e concluída em 2014. A rodovia terá 44 quilômetros, entre a Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, Zona Norte da Capital, e a Rodovia Presidente Dutra, em Arujá.

O projeto do Trecho Norte prevê a construção de uma estrada de quatro quilômetros para interligar o Rodoanel ao Aeroporto Internacional de Guarulhos.

TRECHO LESTE
Está prevista para começar neste ano a construção do Trecho Leste, que ligará Mauá e a Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos. A rodovia terá 43 quilômetros e será custeada pelos recursos da concessionária que assumir a concessão do Trecho Sul. A obra está estimada em R$ 5 bilhões e deverá ser entregue em 2013, segundo o governo do Estado.

O Trecho Leste interligará as rodovias Ayrton Senna e Dutra ao restante do Rodoanel. Em conjunto com o Trecho Sul, este pedaço do anel viário vai permitir desafogar o tráfego das avenidas Juntas Provisórias, Anhaia Melo, Salim Farah Maluf (na Zona Leste da Capital) e Ricardo Jafet (na Zona Sul).

Quando estiver concluído, o Rodoanel vai permitir acesso às dez principais rodovias de São Paulo (Anhanguera, Bandeirantes, Castello Branco, Raposo Tavares, Régis Bittencourt, Imigrantes, Anchieta, Ayrton Senna, Presidente Dutra e Fernão Dias).

Primeira parte do anel viário a ser feita, em 2002, o Trecho Oeste tem 32 quilômetros. O Trecho Sul tem 61,4 quilômetros e foi entregue em abril. (da Redação)



Veja Também

Tags

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC



Revista Playboy Revista Sexy Palmeiras Corinthians São Paulo Santos Portal Santo André Portal São Bernardo Portal São Caetano Portal Diadema Portal Ribeirão Pires Portal Mauá Portal Rio Grande da Serra Portal Grande ABC Ronan Maria Pinto Notícias Regionais Política Regional Vídeos de Santo André no ABC Paulista Vídeos de São Bernardo no ABC Paulista Vídeos de São Caetano no ABC Paulista Vídeos de Diadema no ABC Paulista Vídeos de Mauá no ABC Paulista Vídeos de Rio Grande da Serra no ABC Paulista Vídeos de Ribeirão Pires no ABC Paulista Notícias do dia 21 do 10 de 1999 Notícias do dia 21 do 10 de 2000 Notícias do dia 21 do 10 de 2001 Notícias do dia 21 do 10 de 2002 Notícias do dia 21 do 10 de 2003 Notícias do dia 21 do 10 de 2004 Notícias do dia 21 do 10 de 2005 Notícias do dia 21 do 10 de 2006 Notícias do dia 21 do 10 de 2007 Notícias do dia 21 do 10 de 2008 Notícias do dia 21 do 10 de 2009 Notícias do dia 21 do 10 de 2010 Notícias do dia 21 do 10 de 2011 Notícias do dia 21 do 10 de 2012 Notícias do dia 21 do 10 de 2013 Notícias do dia 21 do 10 de 2014 Trânsito Santo André Trânsito São Bernardo Trânsito São Caetano Trânsito Mauá Trânsito Diadema Trânsito Ribeirão Pires Trânsito Rio Grande da Serra Tags das notícias