Fechar
Publicidade

Diarinho

Publicado em domingo, 6 de dezembro de 2009 às 07:12 Histórico

Por que tatuzinho-de-jardim vira bola?

Marina Brandão/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

O tatuzinho-de-jardim se enrola para se proteger e também para perder menos água do corpo e manter o abdômen úmido e assim poder respirar. Ele pode ficar enrolado por muitas horas, até que o calor diminua e a umidade do ambiente volte ao normal.

O nome científico é Armadillidium vulgare. Pertence ao grupo dos crustáceos, formado por cerca de 50 mil espécies, entre elas o camarão; mas esse tatuzinho não é comestível como a maioria dos seus primos. É invertebrado, com o corpo flexível e articulado dividido em três partes - cabeça, tórax e abdômen - ligadas uma a outra e cobertas por exoesqueleto (é o contrário da gente, como se nosso esqueleto ficasse do lado de fora).

Possui quatro anteninhas e 24 pernas, divididas entre sete pares usadas para andar (parecidas com as da centopeia), além de mais cinco pares, curtinhas que ficam dobradas sob o abdômen, e funcionam como o pulmão, por onde esse bicho respira.

Vive em lugares úmidos nos jardins, embaixo de cascas de árvores ou pedras, e em matas. Tem hábitos noturnos, permanecendo em abrigos que lhe dão proteção durante o dia, quando é mais quente e seco. Alimenta-se de vegetação em decomposição e seu tamanho varia de meio a 2,5 centímetros. (Consultoria de Ana Maria Pires Vanin, do Instituto Oceanográfico da USP, e do veterinário Sérgio Diniz Garcia, da Unesp da Araçatuba)

Tatu também vira bola

O tatu-bola também tem a habilidade de se enrolar. Ao contrário do tatuzinho-de-jardim, ele faz isso só como proteção contra os predadores. Quando sente-se ameaçado, transforma seu corpo em uma bola de armadura quase indestrutível. É coberto por grossas escamas (como unhas humanas). Não nasce assim. Com o tempo, a pele vai engrossando e endurecendo até formar essa armadura.

Os dois tatus não são parentes. Pertencem a ordens diferentes. Enquato o tatuzinho-de-quintal é crustáceo e invertebrado, o tatu é mamífero e vertebrado, com esqueleto interno e ósseo como a gente. É quase surdo e cego, mas tem bom olfato.

Alimenta-se de insetos, roedores, raízes e frutas e adapta-se a lugares variados. Também tem hábitos noturnos e geralmente vive só. A fêmea chega a ter quatro filhos de cada vez, numa gestação que dura de 60 a 65 dias. Todos nascem com o mesmo sexo. Há mais de 20 espécies diferentes. Todos vivem na América. Só o bola, que mede entre 30 cm e 40 cm, enrola.

Polvo, ouriço e gambá também têm armas para se defender

Muitos bichos desenvolvem formas de proteção. Essas habilidades variam muito entre as espécies. O camaleão, por exemplo, pode se camuflar, mudando de cor para se confundir com o ambiente. A tartaruga se encolhe dentro do casco. O gambá consegue até se fingir de morto, além de ser famoso por eliminar uma substância fedida para que o predador (gavião, coruja, jaguatirica) desista da caçá-lo.

O polvo é outro bicho bem esperto. Ao ser perseguido, solta um jato de tinta escura para deixar a água turva e despistar o predador (golfinho, tubarão) e ter tempo para fugir.

Outra tática bem conhecida é a da lagartixa, que usa a automutilação para se salvar. Quando ameaçada, ela elimina um pedaço do rabo, que continua se movimentando por um tempo. Isso atrai a atenção da presa e permite que ela fuja. Depois o rabo cresce de novo.

O ouriço tem arma que faz com que qualquer inimigo fique esperto. Seu corpo é coberto por espinhos que se soltam facilmente. Por isso, quando se sente ameaçado, eriça os pelos, deixando-os em pé, para que penetrem na pele do predador. 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC