Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Frentistas fecham acordo
salarial com 9% de reajuste


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

01/04/2011 | 07:30


Depois de três reuniões, a categoria dos frentistas de postos de combustível conquistou reajuste salarial de 9% para este ano. E, assim, fechou o acordo, mesmo sem garantir todas as reivindicações. Na pauta da campanha, entregue em janeiro, a base pedia aumento de 5%, PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e reajuste no vale-refeição.

A decisão contempla cerca de 3.000 trabalhadores no Grande ABC, que estão divididos em cerca de 390 postos ativos.

O acordo firmado ontem também garante aos trabalhadores piso salarial de R$ 729,22 - eles pediam R$ 800. Até então, a renda era de R$ 669. "Além disso, conquistamos os 30% de periculosidade sobre o salário-base", afirma o presidente do Sindicato dos Frentistas do ABC, Miguel Gama Neto.

Ele explica que o cálculo desse percentual é feito para as atividades de risco, que envolvem inflamáveis, explosivos, eletricidade ou radiações.

Entre as demais cláusulas, o vale-refeição passou de R$ 8,20 por dia para R$ 8,50 - eles pediam R$ 12. "Não conseguimos avançar nesse ponto, mas vamos continuar lutando pela melhoria nos próximos anos", conta Neto.

A única cláusula da pauta que não obteve acordo foi a PLR - benefício ainda não conquistado pela categoria no Estado. "Os empresários alegam que não têm como comprovar lucro para assim oferecer uma participação. Nós também não, mas sabemos que, com a crescente venda de veículos, obviamente, os postos lucram mais, afinal, todos que possuem carro precisam abastecê-lo, independentemente do preço do combustível", enfatiza o representante sindical da região.

Neste ano, a campanha se voltou às cláusulas econômicas, já que as sociais foram firmadas em 2009 e têm validade por dois anos.

O acordo firmado ontem tem vigência por um ano e é válido a nível estadual - contemplando 17 sindicatos pertencentes à base.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.