Fechar
Publicidade

Economia

Publicado em segunda-feira, 2 de maio de 2011 às 19:52 Histórico

Trabalhador da construção tem reajuste de 9,75% em SP

Foi assinada hoje a convenção coletiva dos trabalhadores da construção civil de São Paulo os sindicatos patronal e dos trabalhadores acordaram reajuste de 9,75% para a categoria. Os contratados a partir de 1º de maio 2010 até 30 de abril de 2011 tiveram reajuste proporcional. Os valores foram discutidos pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e Sintracon (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo).

A partir da próxima semana serão discutidos os reajustes para os funcionários da construção civil no Grande ABC. Agora, os trabalhadores não qualificados como servente, contínuo, vigia e auxiliares de trabalhadores qualificados vão receber R$ 910,80 para jornada de 220 horas mensais.

Profissionais considerados qualificados como pedreiro, armador, carpinteiro, pintor e gesseiro terão piso de R$ 1.086,80 para 220 horas mensais de trabalho. Foi fixado ainda um novo piso salarial para os operários qualificados em obras de montagem de instalações industriais, de R$ 1.328,80, também para 220 horas de trabalho por mês.

ALIMENTAÇÃO - O valor do tíquete-refeição subiu para R$ 13,80. Os funcionários do setor poderão optar pelo recebimento do vale-supermercado mensal de R$ 140. Não existe mais a opção do recebimento de cesta básica.

Outro benefício que teve o valor reajustado foi a indenização mínima para empresa que não mantiver seguro de vida em grupo, que deverá desembolsar R$ 35 mil em caso de morte ou invalidez permanente por acidente de trabalho.

Esta convenção coletiva é válida para São Paulo, Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, Embu, Embu Guaçu, Francisco Morato, Mairiporã, Caieiras, Juquitiba e São Lourenço da Serra.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC