Fechar
Publicidade

D+


Publicado em domingo, 25 de abril de 2010 às 07:02 Histórico

10 coisas que você precisa saber sobre exames ginecológicos

1. Quem precisa ir?
A partir da primeira menstruação, recomenda-se que a menina vá ao ginecologista, mesmo que só para tirar dúvidas. Se for virgem, o médico pode pedir apenas exame de mama e ultrassonografia pélvica (a mesma que as grávidas fazem para ver o bebê).

2. O que é Papanicolau?
É o exame de prevenção do câncer de colo de útero. Tem este nome em homenagem ao seu criador, Geórgios Papanicolau. O médico colhe amostra do colo do útero (com espátula) e o material é colocado em uma lâmina enviada ao laboratório para análise. A partir do resultado, o médico sabe se a paciente tem alguma inflamação ou risco de câncer. O exame não dói e deve ser feito anualmente, a partir da primeira relação sexual.

3. E colposcopia e vaginoscopia?
São exames realizados com um tipo de lente de aumento e luz apropriada, que permitem enxergar internamente. Na colposcopia dá para ver o colo do útero e na vaginoscopia, as paredes internas da vagina. Geralmente são utilizados quando se encontra alguma alteração no papanicolau.

4. O que é a cauterização?
É um tipo de tratamento utilizado para a cervicite (inflamação do colo do útero) ou ‘feridinha no útero'. Isso acontece quando o útero fica mais suscetível a sangramentos durante a relação sexual e a infecções. Quando ocorre inflamação, surge corrimento espesso, pegajoso e amarelado. O ginecologista utiliza produtos químicos ou agentes físicos (calor ou gelo) para ‘queimar' a lesão. O tratamento é realizado no consultório e pode provocar cólica.

5. Para que servem ultrassom vaginal e de mamas?
O vaginal é indicado quando há queixa de cólica intensa ou irregularidade menstrual. Por meio desse exame, o médico analisa a região pélvica, útero, trompas e ovários. O de mamas, quando há algum nódulo ou outra anormalidade.

6. E mamografia?
É o exame mais indicado para detectar câncer de mama. Recomenda-se a partir de 40 anos. Na adolescência, como as mamas são mais densas, o ultrassom é melhor.

7. E exames de DST?
Podem ser solicitados logo na primeira consulta e detectam hepatite B, sífilis, HIV. Outros exames podem ser pedidos conforme os sintomas apresentados ou diante de alterações do papanicolau.

8. O ginecologista vai contar que não sou virgem?
Os médicos são proibidos de revelar o que acontece no consultório. Para se sentir à vontade, peça para ir a um ginecologista diferente do da sua mãe.

9. Precisam fazer que tipo de exame?
Os meninos, assim como as meninas, também têm de passar por avaliação médica na pré-adolescência. No caso, a consulta pode ser feita com hebiatra ou urologista e consiste no exame clínico geral, dos genitais e avaliação do desenvolvimento puberal.

10. De quanto em quanto tempo precisa ir ao urologista?
Não há regra pré-estabelecida para adolescentes, mas recomendando-se uma avaliação periódica de seis em seis meses, na fase de estirão (quando o crescimento é mais rápido) ou se apresentar alguma alteração.

Pediatra, hebiatra, gineco e uro

Quando a gente é criança, o pediatra é o médico ideal para acompanhar o crescimento. Já na pré-adolescência surgem muitas dúvidas sobre o corpo e o hebiatra é quem podem esclarecê-las. No momento em que as meninas ficam menstruadas, já é bacana ir a um ginecologista, que vai fazer exames nas mamas e esclarecer algumas dúvidas sobre menstruação. Os meninos também já podem ir a um urologista para examinar os órgãos sexuais.

Obrigatoriamente, meninos e meninas devem procurar o urologista e o ginecologista, respectivamente, quando há a intenção de iniciar a vida sexual. Isso é importante para receber orientações sobre métodos de proteção, como camisinha e anticoncepcional, e doenças sexualmente transmissíveis (DST). Há, inclusive, vacina contra o HPV (vírus que pode resultar em câncer de colo de útero), disponível para meninas a partir de 9 anos. Ainda não há vacina para meninos no Brasil. As meninas que já tiveram a primeira relação sexual devem realizar os chamados exames ginecológicos.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC