Fechar
Publicidade

Esportes

Publicado em quarta-feira, 7 de agosto de 2013 às 07:00 Histórico

Corinthians joga clássico em Santos para manter embalo

Se o Santos vive uma crise, o Corinthians se livrou dela ao vencer dois jogos consecutivos. Seu ataque voltou a funcionar e a defesa continuou como a melhor do Campeonato Brasileiro. Outra conquista de Tite: repetir contra o rival, nesta quarta-feira, às 21h50, na Vila Belmiro, pela 12.ª rodada, o time que derrotou o Criciúma, resultado obtido graças a uma boa atuação do meia Renato Augusto. Além disso, há até um reforço inesperado: Alexandre Pato se recuperou de lesão e foi relacionado para o jogo. Ele vai começar no banco de reservas.

Por tudo isso, o Corinthians entra em campo como franco favorito neste primeiro clássico contra o Santos após a saída de Neymar, ainda que o discurso dos jogadores e de Tite vá na direção contrária. Se nos últimos anos esses dois rivais protagonizaram bons e equilibrados confrontos pela Copa Libertadores e pelo Campeonato Paulista, o jogo desta quarta retrata um outro momento - até mesmo do ponto de vista psicológico dos jogadores.

O Corinthians, principalmente se sair na frente, tem grande de ganhar e se valer da fase ruim do Santos, que tenta se recuperar da derrota de 8 a 0 para o Barcelona. O goleiro Cássio foi bem direto quanto às pretensões assim que o time desembarcou em São Paulo depois da vitória contra o Criciúma. "Se eles estão em crise o problema é deles, temos de ir lá e tentar ganhar o jogo".

Já o contido Tite afirmou que a goleada que o Santos sofreu em Barcelona "não influencia em nada" no clássico. "Será um jogo difícil".

Como pôde repetir o time, o técnico abriu mão de seu treino tático nas vésperas de jogos, quando costuma fazer um ensaio com os titulares simulando o posicionamento sem a presença de adversário. Ele dividiu a equipe titular em duas. Os atacantes treinaram mais finalizações, Guerrero e Romarinho em especial, e Renato Augusto ocupou a faixa esquerda do ataque na vaga de Emerson, que está suspenso.

Na defesa, Tite inverteu o lado pelo qual jogam os zagueiros. Gil foi para a esquerda e Paulo André para a direita. É uma demonstração de que Tite está mais preocupado com os espaços deixados por Fábio Santos. Gil é mais rápido e pode cobrir melhor as investidas de Thiago Ribeiro por aquele setor.

A recuperação até certo ponto surpreendente de Alexandre Pato - os médicos haviam dito que ele só voltaria a jogar no domingo - tem uma explicação. Tite precisa de um atacante tarimbado para ficar no banco de reservas. Como Emerson está fora do jogo, as opções seriam garotos como Léo e Paulo Victor. Uma vez que a lesão dele não foi grave (na canela), não é problema ficar no banco e se precisar ir para o sacrifício. Nesta terça ele já participou do rachão.

O Corinthians joga de olho no G4 e também para manter uma retrospecto favorável em clássicos em 2013. Não perdeu nenhum dos nove que disputou, o que mostra que o time tem jogado bem jogos decisivos e que geralmente são mais nervosos que o normal. "Ninguém quer perder um clássico. Eles precisam apagar uma semana ruim e nós queremos continuar nosso caminho, que é de vencer mais jogos", disse Renato Augusto. "Com mais duas vitórias entramos de vez na briga pelo título".



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC