Economia

Líder do DEM na Câmara considera pedido de demissão de Parente 'inoportuno'


Líder do DEM na Câmara dos Deputados, Rodrigo Garcia afirmou que o pedido de demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras é "inoportuno", visto que a política de preços está, até o momento, mantida, avaliou o parlamentar, por meio de nota. Para ele, o debate sobre a política da estatal "terá de ser enfrentado". Parente divulgou sua saída do cargo na manhã desta sexta-feira, dia 1º.

"O governo recorreu a outros caminhos para minimizar o impacto de preços. Sua saída não ajuda neste momento de turbulência", comentou.

Garcia afirmou que, apesar de as pesquisas mostrarem que parte da população concorda com a manifestação dos caminhoneiros, ela "não está disposta a bancar a conta que o governo federal aceitou pagar para encerrar a paralisação".

Na nota, o deputado ainda considera que o processo de debate sobre a política de preços poderia contar com "a palavra de Pedro Parente", quem ele avalia como gestor responsável por recuperar a Petrobras da "pior crise de sua história".

Comentários


Veja Também


Líder do DEM na Câmara considera pedido de demissão de Parente 'inoportuno'

Líder do DEM na Câmara dos Deputados, Rodrigo Garcia afirmou que o pedido de demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras é "inoportuno", visto que a política de preços está, até o momento, mantida, avaliou o parlamentar, por meio de nota. Para ele, o debate sobre a política da estatal "...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar