Internacional

Merkel pede por unidade dos países da UE para políticas migratórias


A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse que os países da União Europeia não podem mostrar apenas "solidariedade seletiva" quando se trata de lidar com imigrantes.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse antes da cúpula da UE que começa nesta quinta-feira que o sistema de cotas de refugiados do bloco foi divisivo e ineficaz. Merkel, cujo país ocupou um grande número de imigrantes em 2015 e 2016, disse que quando chegou à cúpula, a base para as consultas apresentadas por Tusk "ainda não é suficiente".

Leia Mais

"Precisamos de solidariedade não apenas na regulação e direção da migração, mas nas fronteiras externas, o que é bom e importante. Mas também precisamos de solidariedade interna. Na minha opinião, não pode haver solidariedade seletiva entre os Estados-membros da União Europeia", comentou a chanceler. Fonte: Associated Press.

Comentários


Veja Também


Voltar