Setecidades

Prefeitura de Mauá reforça o combate à criminalidade

Ações implementadas ontem pela Prefeitura de Mauá objetivam reduzir os índices de criminalidade no município. Uma delas é a reabertura da base da GCM (Guarda Civil Municipal) na Rua Carmen Miranda, no Jardim Sônia Maria, que funcionará 24 horas e atenderá ainda os bairros Silvia Maria e Jardim Oratório. A outra trata-se da adesão, em parceria com o Estado, ao Sistema Detecta, tecnologia que permite envio de alertas a viaturas da polícia quando localizados carros roubados ou furtados, por meio de câmeras de radares.

Segundo o secretário de Segurança Pública e Defesa Civil do município Paulo Barthasar Júnior, a base da GCM estava fechada há, pelo menos, dois anos e sua instalação naquela localidade se faz necessária por uma “característica peculiar” da área. “O Jardim Sônia Maria é próximo a duas divisas: Santo André e São Paulo. A gente percebe um perfil de atuação dos criminosos em atravessar de uma cidade para outra, acreditando que a mudança de rede de rádio vai dificultar a captura deles. Com a presença da GCM, vamos complementar esse serviço de policiamento preventivo”, disse.

Em Destaque

“É um dos bairros mais atingidos com violência, porque temos as alças do Rodoanel, e isso aumentou a criminalidade”, avaliou o prefeito Atila Jacomussi (PSB).

O investimento para a reabertura da base foi “humano”, salientou Barthasar Júnior. “A gente acabou utilizando muito pouco em termos de pintura”, comentou, sem informar valores. O patrulhamento será feito pela Romu (Ronda Ostensiva Municipal Urbana), com efetivo de 40 agentes. 


DETECTA

Na outra ação anunciada ontem, a implantação do Sistema Detecta, 18 câmeras de radares farão a leitura da placa de veículos e cruzarão as informações com o banco de dados da PM (Polícia Militar), para identificar os que são produtos de furto ou roubo. Alerta é emitido tanto para a PM quanto para a GCM. “Quem estiver próximo vai abordar esse veículo. Trará também uma expectativa para o criminoso de que esse território é mais difícil de agir”, ressaltou Barthasar Júnior. Na região, Santo André e São Caetano também aderiram ao sistema. São Bernardo, Diadema e Ribeirão Pires estão em tratativas. 


Comentários


Veja Também

Tags

mauá criminalidade gcm detecta

Mais Destaques


Voltar