Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Os morros da cidade


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

22/03/2017 | 07:00


“Por iniciativa do Executivo, irá à Câmara Municipal de Ribeirão Pires projeto de lei para o desaterro do morro Santo Antonio, numa área de 38 mil m².”

Diário, 15-4-1972.

Entre as décadas de 1960 e 1970 do século 20, Ribeirão Pires derrubou o mais central dos seus morros, o Santo Antonio. Promovia-se uma verdadeira revolução urbana.

Outras elevações são mantidas, com destaque para o morro que sustenta o mirante de São José, obra do escultor Gildo Zampol, e o morro na entrada da cidade para quem vem de Mauá, o mirante de Vila Ema, também com capela dedicada a Santo Antonio.

Do alto é possível acompanhar as transformações da cidade. Precisaria reunir fotos desses locais tiradas ao longo dos últimos 100 anos.

Tínhamos uma dúvida, elucidada com a foto de hoje pelo pesquisador Pedro Cordeiro, da Pró-Memória de Ribeirão Pires. Nesta foto de 1972, feita por João Colovatti, do Diário, é vista a capela do morro Santo Antonio. Mas como se, no local deste morro, o prefeito Antonio Simões havia construído o Paço Municipal, inaugurado em 1971?


Texto: Pedro Cordeiro

O morro de fato começou a ser demolido em 1968 no mandato do prefeito Santinho Carnavale. Num primeiro momento foi feito um corte no morro com o objetivo de acabar com as enchentes que ocorriam na área mais central ao lado. Começava a demolição do que vamos denominar de rabo do morro, fase que levou, pelo menos, um ano.

Nesse espaço aberto é que foram construídos o Paço Municipal, denominado Arthur Gonçalves de Souza Júnior, e a Praça dos Expedicionários, obras do prefeito Antonio Simões.

Foi possível, ainda, canalizar o rio, atualmente ladeado pela Avenida Valdírio Prisco, antiga Avenida Brasil e, mais antiga ainda, Avenida José Maria Figueiredo. O leito do rio era desviado da área central.

Atualmente, no local, temos o prédio do Centro de Exposição e Memória e o Museu Família Pires.

A demolição da parte principal do morro, a que continha a capela de Santo Antonio, foi feita na gestão Valdírio Prisco, com início em 1974 e término em 1975.

EXERCÍCIO ICONOGRÁFICO

Ou seja: se esta foto tivesse sido feita em 1976, já não apareceria a capela, o que comprova a tese de que oportuno trabalho de pesquisa seria reunir o maior número de fotos tiradas do alto dos morros da cidade ao longo do século 20 e início deste século. A cidade encontraria uma explicação clara do que se construiu, e o que foi apagado, de tempos em tempos, da sua paisagem urbana.

Em 22 de março de...


1917 – No artigo do dia no Estadão, Spencer Vampré, sempre se identificando como advogado do Banco Comercial Franco-Brasileiro, discorre novamente sobre a falência da Companhia São Bernardo Fabril, cujas instalações, paralisadas, ficavam no Distrito de Santo André.

Vampré refere-se ao Dr. Carlos de Campos. Afirma que o mesmo foi envolvido inocentemente no negócio.

O missivista diz ainda que a Light, por ele desafiada, permanece em silêncio: “Silêncio nobre e digno. É a confirmação expressa de que a administração (da Light)
não pactua na pouca vergonha dos cambalachos”.

Nota – Briga de grandes, como se vê. A reprodução, na íntegra, dos artigos, de parte a parte, seria suficiente para uma dissertação acadêmico-jurídica. Buscando nos autos outras informações, a pesquisa ganharia em substância. Interpretar aquela disputa pela mais antiga indústria andreense, então, ofereceria subsídios importantes para a compreensão da própria história local. Vamos ver no que tudo isso vai dar.

1962 – Operários entram em greve na Mercantil Suíça, fábrica de bicicletas e máquinas de costura da Via Anchieta, em São Bernardo.

1977 – O prefeito Lincoln Grillo, de Santo André, eleito representante dos 36 municípios da Grande São Paulo no Codegran (Conselho Deliberativo Metropolitano).

Fundação Universitária do ABC (FUABC) fecha o hospital-escola Anchieta, em São Bernardo, para
contornar crise.


Hoje

Dia Mundial da Água. Criado por Assembleia Geral da ONU, de 1993.


Santos do Dia


Santa Léia (na estampa). Aderiu às primeiras comunidades cristãs. Morreu em Roma no ano de 384.

Benvenuto


Municípios Paulistas

Aparecida d’Oeste

Nova Granada

Onda Verde

Pracinha e Pratânia

Quadra

Santa Adélia e Santa Salete


Diário há 30 anos

Domingo, 22 de março de 1987 – ano 29, edição 6397

Manchete – Empresários pedem retorno do Brasil ao Fundo Monetário Internacional</CF>

Micros ameaçam não pagar impostos.

Ribeirão Pires – Prefeito Valdírio Prisco inaugura o Centro de Alimentação Escolar. Unidade recebe o nome de Professor Francisco Lourenço de Mello. Localiza-se à Rua Manuel Monteiro, 350, na Vila Belmiro.

Função: centralizar a produção, armazenamento e distribuição da merenda escolar.

Departamentos: padaria, usina de leiteria, câmaras frigorificas, granja e horta comunitária.

Produção: 20 mil merendas diárias às Emeis, escolas de 1º grau e creches.

Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 22 de março:

No Maranhão, Balsas

Na Bahia, Botuporã

No Rio Grande do Sul, Santo Ângelo e São Pedro do Sul

No Acre, Xapuri 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados