Política

Sto.André inicia estudo do Viaduto Castelo Branco


A Prefeitura de Santo André oficializou a contratação de empresa que ficará responsável pela confecção dos projetos básico e executivo da proposta de remodelação viária do Viaduto Castelo Branco, que liga a Avenida Prestes Maia ao bairro Santa Teresinha e à Avenida dos Estados.

Consórcio formado pelas empresas Sener Setepla e Future ATP receberá R$ 3,2 milhões do governo do prefeito Paulo Serra (PSDB) para executar o serviço, que precisa ser entregue em até 12 meses. O extrato do contrato foi publicado ontem no Diário Oficial do município.

Os projetos básico e executivo servem para nortear as obras no Viaduto Castelo Branco, cujas intervenções serão custeadas com empréstimo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A administração contratou US$ 25 milhões junto à instituição internacional para tocar o projeto.

A ideia do governo tucano é altear o viário final do Viaduto Castelo Branco, quando chega à Avenida dos Estados. Atualmente, o motorista que precisa acessar o bairro Santa Teresinha fica represado em uma rotatória com semáforo já na Avenida dos Estados, que também é interrompida pelos faróis. O objetivo é proporcionar esse deslocamento sem a necessidade de sinalização semafórica, melhorando o fluxo tanto do viaduto quanto da avenida – que liga as cidades de Mauá, Santo André e São Caetano a São Paulo.

O levantamento também prevê a definição de diretrizes de recuperação do Viaduto Castelo Branco, que sofre com problemas de manutenção. Segundo a Prefeitura, “circulam por dia, em média, 62.243 veículos no Viaduto Castelo Branco”. “No sentido Avenida dos Estados, são 31.757 veículos por dia. Já no sentido Avenida Prestes Maia são 30.486 veículos diariamente.”

Ainda de acordo com a administração Paulo Serra, a expectativa é a de que os estudos sejam finalizados no segundo semestre deste ano. “ Com o projeto executivo finalizado será possível estimar o valor de investimento da intervenção e dar início ao processo de licitação das obras”, citou o Paço.

“Já existe um projeto funcional do complexo de obras, no qual estão definidas as principais diretrizes. O objetivo da execução do complexo viário Santa Teresinha é reduzir os cruzamentos em nível e melhorar a fluidez no trânsito para os motoristas que trafegam no 1º e 2º subdistritos. Esta obra também terá impacto no âmbito metropolitano, pois vai facilitar o acesso à Via Anchieta”, listou o governo, ao recordar que a Avenida Prestes Maia desemboca na Avenida Lions, já em São Bernardo, um dos principais acessos à rodovia que conecta a Capital à Baixada Santista. 

Comentários


Veja Também


Sto.André inicia estudo do Viaduto Castelo Branco

A Prefeitura de Santo André oficializou a contratação de empresa que ficará responsável pela confecção dos projetos básico e executivo da proposta de remodelação viária do Viaduto Castelo Branco, que liga a Avenida Prestes Maia ao bairro Santa Teresinha e à Avenida dos Estados.

Consórcio ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar