Fechar
Publicidade

Contexto Paulista

Publicado em segunda-feira, 24 de abril de 2017 às 07:00 Histórico

Número de fumantes em queda no País

 O número de fumantes diários no Brasil, no período entre 1990 e 2015, caiu de 29% para 12% entre homens, e de 19% para 8% entre mulheres. A informação foi confirmada pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). De acordo com o estudo, publicado na revista científica The Lancet, uma das principais revistas médicas independentes do mundo, em 2015 aproximadamente 1 bilhão de pessoas no mundo inteiro fumavam diariamente: um em quatro homens e uma em 20 mulheres. O Brasil ocupa o oitavo lugar no ranking de número absoluto de fumantes – 7,1 milhões de mulheres e 11,1 milhões de homens –, mas a redução anunciada semana passada coloca o País entre os campeões de quedas do volume de pessoas que consomem tabaco. É uma boa notícia.

Luz no fim do túnel

Um leve sinal de recuperação da economia no País foi apontado pelo governo federal nesta semana. O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) mostrou crescimento de 1,31% da economia brasileira em fevereiro.

Emergência

Semana passada, mais 19 municípios brasileiros tiveram a situação de emergência reconhecida, entre eles Pedro de Toledo, no Litoral paulista, duramente atingido pelas chuvas. Entre 2005 e 2016, foram publicados no País 24.930 decretos de desastres naturais. A seca é a maior tragédia, seguida das inundações e tempestades.

Freio

O Ministério da Fazenda poderá ser obrigado a publicar em detalhes as características financeiras de todas as autorizações de endividamento de municípios submetidas a seu exame. A determinação é prevista em projeto de resolução aprovado terça-feira pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. A proposta seguirá para votação no plenário, com pedido de urgência.

Frase

“São Paulo tem ótima relação com o mundo árabe até por conta de ter recebido milhares de imigrantes que já se integraram totalmente à nossa cultura e à nossa gente”. Márcio França, secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, sobre o aumento das relações comerciais entre São Paulo e os Emirados Árabes, após encontro segunda-feira no Palácio dos Bandeirantes com executivos dos principais setores econômicos daquele país.

Amianto

De hoje a 28 de abril as vítimas do amianto serão lembradas em eventos no centro de Osasco. Após ser amplamente usado por diversos setores industriais, o amianto passou a fazer parte do grupo de substâncias altamente cancerígenas pela OMS. A substância é proibida.

Encontro municipalista

Gestão Eficiente será o tema de congresso a ser promovido pela Associação Paulista de Municípios, entre os dias 24 e 28 de abril, em Campos do Jordão, que reunirá lideranças políticas municipalistas. Anunciadas as presenças do presidente Michel Temer, do governador Geraldo Alckmin e do prefeito de São Paulo, João Doria.

Interioranas

– Botucatu, Promissão e Ibitinga, na região de Bauru, serão contemplados com R$ 1,87 milhão, do governo estadual, para o Projeto Microabacias 2.

– A Usina Guarani, do grupo Tereos, doará energia durante dois anos para o Hospital do Câncer, de Barretos.

– A Caixa Econômica Federal poderá realizar convênios com as santas casas do Circuito das Águas e da Região Bragantina.

– Lideranças da região do Alto Tietê se mobilizam para alavancar a Rota da Luz, de romeiros em direção a Aparecida.

Ciência

Estudos vem identificando e detalhando os mecanismos genéticos e moleculares que levam os organismos a perder o vigor físico e morrer. No Brasil, a análise dos genes de 609 pessoas com mais de 60 anos que vivem na cidade de São Paulo, realizada pela USP, detectou 207 mil variantes genéticas que nunca tinham sido descritas em outras populações do planeta. Um dos mecanismos de envelhecimento investigados é a perda da capacidade de produzir reparos no material genético (DNA) das células. Submetida a lesões o tempo todo, em parte provocadas pela respiração celular realizada nas mitocôndrias, a molécula de DNA passa a acumular danos que levam as células à morte. Na Unifesp, pesquisadores constataram que a produção de células de defesa diminui consideravelmente a partir dos 80 anos, enquanto grupos da Unicamp identificaram que a produção de níveis elevados de radicais livres danifica as mitocôndrias, as centrais de energia das células, levando-as à morte. As informações são da revista Pesquisa, da Fapesp, mês de abril.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC