Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Estado reprova imóveis
para Bom Prato em Mauá

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura disponibiliza duas áreas para instalação
no Jd. Zaíra, mas ambas não atendem os requisitos


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

06/08/2014 | 07:00


Os dois imóveis oferecidos pela Prefeitura de Mauá ao governo do Estado para instalação de um Restaurante Bom Prato no Jardim Zaíra não foram aprovados pela equipe técnica da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social. Segundo a Pasta, os espaços, ambos localizados na Avenida Presidente Castelo Branco, não atenderam as especificações do programa, que tem como objetivo proporcionar à população de baixa renda refeições saudáveis a custo acessível. No Grande ABC, apenas Santo André conta com uma unidade do programa estadual, localizada no Centro.

Segundo a secretaria, a recomendação é que sejam indicados três possíveis locais – preferencialmente térreos – , com no mínimo 550 m² de área cada e destinados a implantação de restaurante, conforme a Lei de Zoneamento municipal. Na vistoria, são avaliados fatores como fluxo de pessoas, serviços públicos na região e preço da locação para indicar se, tecnicamente, o imóvel poderá servir como restaurante.

No fim de maio, o prefeito Donisete Braga (PT) recebeu em seu gabinete o coordenador e o diretor do Programa Bom Prato, Aildo Rodrigues Ferreira e Ceme Suaiden Júnior, respectivamente, e, de acordo com a Prefeitura, os imóveis foram vistoriados naquela ocasião. Embora a Secretaria de Desenvolvimento Social tenha dito ao Diário que os prédios foram reprovados, a Prefeitura disse que enviou todos os documentos referentes às duas áreas visitadas e espera um posicionamento oficial. Já a Pasta estadual informou que a equipe técnica do Bom Prato aguarda indicações de outros locais na cidade para avaliação.

Indagado se, diante da dificuldade de encontrar imóvel que atenda as recomendações do Estado no Jardim Zaíra, outra localidade pode ser escolhida para abrigar o restaurante, o Executivo mauaense respondeu que a prioridade é instalar a unidade no bairro, mas, no caso da não aprovação dos pontos indicados, a administração pode escolher outra área para ser beneficiada. A preferência pela região é baseada na quantidade de habitantes: são mais de 90 mil pessoas, número maior que toda a população da cidade de Rio Grande da Serra: 47.142 moradores, de acordo com o levantamento de 2013 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Além disso, o bairro possui diversos comércios, o que, para a Prefeitura, garante diariamente grande circulação de consumidores que poderiam se beneficiar da alimentação a preço acessível.

A instalação do equipamento no município foi anunciada em abril pelo secretário de Desenvolvimento Social do Estado, Rogerio Hamam, e a expectativa era que funcionasse a partir do segundo semestre.

Mauá possui dois restaurantes populares municipais, um no bairro São João e outro na região central. Por dia, a primeira unidade serve cerca de 1.000 refeições e a segunda 1.500, ambas por R$ 1. O custo diário para a Prefeitura é de R$ 3.990 e R$ 9.660, respectivamente.

O Bom Prato serve almoço ao preço de R$ 1 e café da manhã por R$ 0,50. Para a implantação de uma unidade, o Estado investe em torno de R$ 400 mil para adequação do imóvel e instalação de equipamentos. O custeio das refeições pode ser com ou sem a participação da Prefeitura.   



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados