Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Uma mulher plena

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luis Felipe Soares
Diário do Grande ABC

30/04/2017 | 07:00


 As canções extremamente românticas de Manu Gavassi foram deixadas de lado para que uma evolução, pessoal e profissional, apareça nas novas composições. Após aparecer para o grande público em 2010, a cantora aproveitava suas experiências típicas da adolescência para desenvolver canções como Garoto Errado, Planos Impossíveis e Segredo. Agora, aos 24 anos, a artista percebeu que o mundo ao seu redor – mais adulto do que o que rodiava a menina de 16 anos do passado – está aberto para sua maturidade.

“Sempre gostei de falar de amor e relacionamentos, mesmo não estando em um. Nos últimos três anos minha vida tem girado em torno de outras coisas e, principalmente, no relacionamento comigo mesmo, com essa menina-mulher que estava surgindo”, explica a paulistana.

O resultado dessas mudanças está no álbum Manu (Universal Music Brasil), o terceiro da carreira e que acaba de ser apresentado ao público em cópias físicas (R$ 24, 90, em média) e digital (R$ 21, 99, em média), neste último, com as faixas podendo ser adquiridas individualmente. Lançado no começo do mês, o clipe da música Hipnose já ultrapassou a marca de 2 milhões de visualizações no YouTube (www.youtube.com/user/ManuGavassiVEVO).

Assim como o single de trabalho atual, outras 11 faixas fazem parte do disco. Todas são assinadas por Manu, com três parcerias com Ana Caetano, do duo Anavitória, entre elas Fora de Foco e Me Beija. “Tem muitas produções diferentes e (o CD) é algo que simboliza uma procura. Compunha no violão e o confortável era ficar nessa pegada. O lançamento do EP (Vício, em 2015) me instigou a ir mais para o pop, mas mantendo minha essência.”

Além de ouvir muito Ed Sheeran nos últimos tempos, a cantora conta que absorveu diversas influências presentes em Revival(2015), álbum da norte-americana Selena Gomez, onde percebeu as mundanças artísticas vividas pela popstar.

Em conversa com a impresa, Manu revelou que a composição que mais a toca é Aqui Estamos Nós. Segundo ela, a música fala sobre a “geração da solidão”, na qual as pessoas se sentem sozinhas mesmo no meio de tanto contato eletrônico, mas superficial. “Há um mundo de possibilidades. Você tem que se jogar e tentar descobrir quem você é.”

Essa nova mulher plena de si mesmo e de seu som está pronta para mostrar o trabalho inédito nos palcos. A turnê de divulgação de Manu começa em maio, com passagem por São Paulo marcada para dia 21, quando subirá ao palco do Tom Brasil (Rua Bragança Paulista, 1.281. Tel.: 4003-1212). Com valores entre R$ 50 e R$ 180, os ingresos estão disponíveis no local, em postos de venda ou por meio da internet (www.ingressorapido.com.br).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados